Imagem

Continuando papo croche

31 jan





Tendência de 2.015 entre a moçada , o croche esta mais alegre, colorido e quilômetros de distancia das micro agulhas usadas pela vovó.

Saltaram do tamanho dum grafite 0,5 para larguras absurdas que podem chegar a largura dum cabo de vassoura.

Só em metal cromado, ja era: Tem madeira, alumínio, bambu, plástico
A sacada é que nem todo fio desliza facilmente com a agulha que voce escolhe para trabalhar.

Então é bom te – las em diversos materiais.

Câimbras depois de um tempo de crochetando:

– muito tempo repetindo os mesmos gestos,

– lembrar nas quedas de braço entre você a agulha e o ponto apertadíssimo que para “puxar” é um drama?

– material muito pesado – agulhas de metal e quantidade de novelos ou meadas para usar na confecção da peça somados canaa mais rápido

Onde aprender, reproduzir, inspiração para as peças?

Santo U tube e o tio Google: Digitando flower croche vem suas todo tipo de informações de como fazer tudo.

Nos sites nacionais eu pesquiso 2 marcas que fabricantes de fios e barbantes que disponibilizam aulinhas de curta duração (media 15min).

A foto q ilustra esse texto é de uma parte da capa que ira cobrir um pneu

Material é fio de malha com agulhão – achei que foi a melhor opção para deixar a E com “movimento”.vai ficar legal depois que cobrir o pneu.

Anúncios

Crochetando pela cidade de São Paulo

6 dez









Ou Yarm bombing the streets with names to people with no names.

Street Art torna se uma tendência para protestar, colorir, impactar e principalmente conversar visualmente com as pessoas que transitam pelas ruas de cidades como Sao Paulo, árida, dura , feia e suja mas que oferta aos seus moradores e pessoas em trânsito uma gota de vida.

Protesto por protesto, não adianta depredar o que está na rua: Alem de atestado do idiota, não resolvera o problema. E quem não tem nada com isso, paga a conta final.

Dentre as manifestações, a crochetagem vem colorindo pequenos espaços, ainda que de forma tímida e considerada por alguns como desperdício de tempo e material que poderia ser revertido para necessitados de rua.

Formado por um grupo de pessoas de diversas atividades, as ideologias  são postas a parte. Ha de ter uma certa disciplina a isso para fazer valer o trabalho: Onde será a intervenção, como e qual material será trabalhado, quem vai poder ficar ate o fim daquele projeto.

Não existe a obrigatoriedade, mas o voluntariado e comprometimento do projeto que começar. Por isso eles são múltiplos e de curta duração: Prepara e lança, prepara e lança sucessivamente como uma bomba (bombing)

Yarm bombing – bomba de fios (Lãs, linhas e afins) de cores, formas e texturas.

Outro detalhe que ainda precisa ser trabalhado, mas so persistência dura: O tempo que as peças ficam pelas ruas, porque sempre tem uns que enquanto nO destroem, não sossegam mal dando tempo para o tempo, para as pessoas e principalmente a cidade de absorver essa boa ideia.

#coletivoagulha

#circulo

#yarmbombing

Arena Corinthians

4 maio

Arena Corinthians

Dia 01 de maio, feriado do DIA DO TRABALHO resolvi conhecer o estádio que deverá inaugurar a Copa 2.014 – serão diversos motivos. As fotos que seguem nesse texto foram tiradas nesse dia

IMG_20140501_135947672

O primeiro motivo –  que enfim o Poderoso Timão  terá seu espaço “futebolístico”. O clube deixou de ser  errante para ter um estádio moderno com capacidade  de 48 mil torcedores; será conhecido em âmbito  internacional , afinal ali deverão ser as festas de  inauguração  e primeiro jogo oficial da Copa 2.014  dentro do Brasil;  enumere qualquer possibilidade de  dar certo se for bem administrado.

Segui viagem de metro, linha vermelha. Não estava o  estouro da boiada  de passageiros nos horários entre 14h e 18h.  Estava mais tranquilo pelo feriado. Os assentos  especiais – como sempre – ocupados por todos tipo de  pax menos aquele  de direito.

Os investimentos para deixar a cidade mais simpática, de fácil circulação (não necessariamente mais rápida) não aconteceram. Alguns percursos residenciais por onde passa o trem / metrô são “disfarçados” com enormes placas de metal – plano B ou o famoso jeitinho brasileiro.

É a  eterna mania que os governos tem de levantar muros pra disfarçar as feiuras, abandono e descasos pela cidade.

No feriado do dia do trabalho os operários trabalhavam como um dia qualquer. Dia ameno,  porem a estiagem que vem desde ano passado deixa o ar pesado de areia – a falta da água é triste.

Tudo que for  do lado da saída sentido estádio está em  obras: na passarela de acesso do metro  falta piso,  instalação elétrica, instalação de placas grossas de vidro (?) que deverão servir de parede e oferecer vista panorâmica  do clube.  Idem para o andar térreo da estação do metro: areia e maquina conforme foto abaixo.IMG_20140501_135802495_HDR

É uma obra limpa: não há sujeira por mau uso das coisas. Tão pouco ha placas sinalizando qual caminho o curioso deve fazer para chegar nos porões do clube.

Na verdade nada está pronto: correrias, desapropriações e mais gastos – pq serão necessários mais gastos alem dos ja efetuados e previstos  para terminar a obra em tempo.

IMG_20140501_140001858_HDR

   A região continua sem investimentos  necessários e o  interessante      que morar la também tornou – se  absurdamente caro principalmente para quem mora de aluguel.

 Alguns moradores esperam tirar um bom rendimento alugando ou  sublocando seus imoveis para turistas. A especulação imobiliaria  está feliz contando com grandes vendas.

          

A educação do brasileiro é um caso a parte: com ou sem sinalização, os assentos reservados do transporte publico são ocupados por quem tem direito.

O clube ainda não está pronto, e algum engraçadinho deixouIMG_20140501_140042723 “lembranças” conforme foto ao lado. Do que exatamente não sei. Por enquanto a limpeza dessa sujeira será por nossa conta também

A Odebrecht criou um site para que todos pudessem acompanhar a evolução. Num dia qualquer do mes de abril 2.014 o prédio foi entregue sem nenhum alarde – ja pensou novas vaias. Considerando que a parte deles estava quase cumprida, as câmeras que ficavam ligadas estão fora de serviço.  Provavelmente foi feito para nao deixar em alarde o quanto ainda falta para tudo estar pronto.  O aviso abaixo foi retirado da pag oficial da empresa.

popup_camera_estadio

http://www.odebrechtarenas.com.br/estadio/arena-corinthians#section-fotos-e-vdeos

Depois volto.

Imagem

Arena Corinthians

4 maio

Luciano do Valle

19 abr

Mais uma perda no mundo dos esportes, num sábado de um ceu azul, bonito

Trouxe inovações para o mundo dos esportes, um deles foram  as arenas de volei na praia, novidade no país dando novas oportunidades para antigos  atletas assim como trazendo novos atletas.

Uma pena

Luciano do Valle

19 abr

Mais uma perda no mundo dos esportes, num sábado de um ceu azul, bonito

Trouxe inovações para o mundo dos esportes, um deles foram  as arenas de volei na praia, novidade no país dando novas oportunidades para antigos  atletas assim como trazendo novos atletas.

Uma pena

Statler e Waldorf atuarão como comentaristas da Copa 2.014

4 abr

muppet-statler-waldorf-dub

  Duas figurinhas do clássico Muppet Show, “assistiam” (?)  de camarote   as apresentações teatrais  do sapo Caco e a turma.

  Na maioria das vezes dormiam  e só acordavam quando tudo havia  acabado.

 THE QUESTION IS WHAT IS FULECO?

Parafraseando o clássico dialogo sobre a Copa, ficaria mais ou menos assim:

Statler:  The question is what means Fuleco?

Waldorf:  The question is who cares?

Fuleco,  nome do boneco em forma de tatu bola e  símbolo da Copa 2.014.

De organizado até agora para essa Copa, tinhamos as “vontades” dos dirigentes da FIFA  e os infinitos souveniers que tem  aparecendo aos poucos no mercado, incluindo ai uma linha assinada por Romero Brito.

Tenho que concordar que o logo da copa sob ponto de vista do Romero ficou infinitas vezes mais bonito do que o oficial que a trupe pensante bolou. O desenho do Brito expressa bem a alegria e o colorido do pais.

Ops.

copa_do_mundo_2014_logo_romero_britto_560_2

ALEGRIA E COLORIDO

Uma pagina virtual da Revista Superinteressante contém levantamento desde a década de 30 sobre as copas no país.

Em 1984 a Colômbia desistiu de sediar  os jogos, a CBF (na época estava sob batuta do João Havelange, sogro de Ricardo Teixeira) se interessou mas o presidente do Brasil na época,  João Figueiredo vetou a ideia.

Desde sempre o Brasil vinha se candidatando e sempre era preterido pela FIFA.

Talves  a mudança do panorama econômico desta década, quando a Europa está aparentemente sem grana, tenha levado o presidente da Fifa Sepp Blatter vir com um papo de “rodizio de continentes”,  numa forma de enfim ter que aceitar o Brasil como sede – estamos nadando em dinheiro, brasileiros gastando muito,   principalmente fora do país.

Isso depois da Copa 2.010 na África (do sul).

Enfim, nada de pessimismo.  Se deu certo na Africa (do sul) porque não daria certo no Brasil?

20101014

 “Queremos deixar um legado de melhoria  nas condições de vida do nosso povo”

Em 2.010 no final do segundo mandato e da Copa  na África,  Lulla como presidente,  apresentou a  logomarca brasileira e dizia que haveria  transparência  com  o dinheiro publico a ser  investido nesse evento. Baseado nos índices  econômicos positivos, apregoou as oportunidades  de crescimento na infra estrutura do pais, dos  desafios que os brasileiros teriam pela frente.

Na foto ao lado Lulla, Ricardo Teixeira & Fifa

Abre aspas

Lulla é corintiano roxo. Qual a relevância do assunto Copa?

2.010 era ano eleitoral,  todas as cartadas seriam  validas para chegar nos objetivos, eleger o indicado de Lulla a sucessão presidencial.  Oportunamente, a Zona Leste da cidade de São Paulo tornou se o marco  da Copa 2.014 com a decisão de  construir o  estádio de futebol do Corinthians ou Itaquerão e usa – lo na abertura do evento.

3453i

A ZL  é um bairro  antigo, periférico,   reduto de  corintiano e ausente de investimentos em  infraestrutura porem é fundamental numa  campanha política quando o assunto é voto. Falta  quase todo tipo de estrutura para seus moradores,    principalmente de laser e segurança.

Quer melhor que isso? Enfim, Lulla conseguiu    colocar a sua candidata  Dilma como presidente  do  Brasil (2.010 a 2.014).

Em 2.007 ou 2.008 eu defendi via blog,  a  construção do estadio de futebol do Timão na Zona  Leste que pudesse trazer diversos beneficios para  região e seus moradores, mas nem pensava em eleições.

 

Com todo tipo de investimentos e panfletagens, hoje há o impasse se o estádio ficará pronto a tempo. O único problema tem sido falta de planejamento do projeto no papel para demandar grupos coordenados entre si para que a coisa funcione direito. Essa semana (abril 2014)  perceberam que  a segurança dos torcedores no estádio é inexistente , nao tem  as áreas de fuga em caso de urgência ou necessidade dentro do prazo determinado pelo corpo de bombeiros: até 8 min para tirar tudo mundo.

Fecha aspas

De desafio para os brasileiros, resta  somente a falta de tudo um pouco para viver com dignidade em qualquer lugar do pais.

Os brasileiros naão foram consultados sobre esses jogos, não foram feitos estudos comprovando a necessidade de realizar esse evento ,  tão pouco alguém  se lembrou de protestar conta os jogos a 4 anos atrás.

Até recente  a FIFA  chantageava  os responsáveis pela organização da copa com inspeções depreciativas dos estádios ,  infraestrutura do transporte público e entorno das arenas.  A cada visita, da lhe a  gastar verdadeiras fortunas para “corrigir” os erros apontados.

E os mármores dos infernos não deram conta do rebu: novas manifestações de brasileiros na rua , tem exigedo  padrão FIFA para a infra estrutura do Brasil.

Setpp Blatter, diante desses manifestos cada vez mais agressivos pelo pais, alegou que a escolha das 12 cidades para os jogos foi exclusivamente do governo brasileiro e que pela FIFA 4 cidades seriam suficientes.  Também passou a evitar aparições em partidas de futebol pelo pais para evitar vaias. Uma ou outra arena pronta (?) para uso  é inaugurada com um aguado ponta pé solitário de Dilma e comitiva. E o vexame de ser vaiado pela plateia?

Nao enumerei a possibilidade do crescimento do  trafico de animais e plantas , uso das drogas,  a prostituição infantil, a possibilidade de novas doenças, principalmente DSTs,  a grana preta que a China tem lucrado exportando produtos para abastecer diversos segmentos da economia na copa.

 

 

 


Link 19 jan

http://avulsosdascidades.wordpress.com/author/crizi

 

primeiro blog – nao esquecer

Professores: mãos à palmatória, ops… mãos ao cacetete

4 out

antiga
Ha muito tempo que a função do professor  quase sumiu com as mudanças sociais e culturais que o Brasil tem passado e que não são necessariamente as mais adequadas as nossas realidades.

De um lado aboliu- se o uso da humilhante palmatoria para reprimir e educar os alunos , de outro lado o governo de um dos mais importantes estados do pais usa cacetete nos professores como punição pelos atos “baderneiros”.

Uma das coisas mais importantes no aprendizado e um grande passo para o dialogo envolve a leitura e interpretação de texto.

Na ausência deles, restam apenas ordens a serem cumpridas.

Engolindo a timidez, o brasileiro tem saido as ruas cada vez mais para chamar atenção para o que considera direitos do cidadão.

Além disso a desordem social gera uma economia paralela muito interessante para empresas enrustidas, disfarçadas,  tirando proveito da situação.

Soma se a isso a conivência dos governos ao permitir que outras empresas criem moldes sociais que interessa alguns e pouco a maioria e chegamos a diversos impasses que em algum momento explodem.

http://educacao.uol.com.br/noticias/2013/10/04/no-rio-protesto-de-professores-municipais-chega-a-prefeitura.htm

Becker & Dr. House

22 ago

series_becker_houseApesar de encerradas, as séries são reprisadas. Becker ficou no ar de 1998 a 2004. Dr. House ficou no ar de 2004 a 2012.

Em principio fanática pelo seriado Dr. House (Hugh Laurie), aos poucos parei de assisti-lo por vários motivos preferindo vê – lo quando o foco eram alguns dos personagens e não o abecedário de probabilidades de doença. Por acaso numa madrugada com a Dª Sonia (insônia para os íntimos) a fazer companhia, descobri o seriado BECKER no canal TBS com carismático ator Ted Danson que interpreta Dr. Becker. Para os fãs de Dr. House é uma heresia compara – lo a qualquer outra coisa. Eu particularmente senti que existem semelhança entre Dr. House e Becker apesar de cenários bem diferentes.

becker-e-margaret_house-e-cuddy Os Médicos, Cuddy e MargaretDr. House   atende em um hospital em New Jersey e  com a quase ajuda da diretora Cuddy (Lisa  Edelstein) e sua equipe médica consegue  diagnosticar e tratar os pacientes que o  procuram. Becker é medico que apesar de  formado em Harvard, tem clínica no bairro  do Bronx em NY, dirigida com mão de ferro  pela enfermeira Margaret (Hattie Winston).

 A diferença entre a Cuddy e Margaret é que  a primeira apesar de tentar ser enérgica com  as atitudes de House como médico, muitas  vezes precisa concordar com o que ele  decide além do envolvimento entre ambos  que varia entre carnal, emocional e platônico. Margaret tem um casamento de longo tempo sem grandes emoções. Ela é enérgica na administração da clínica, mas também ela é quase uma mãe para Becker quando o repreende pelas atitudes azedas, diárias, em relação ao dia a dia fora da clínica.

Em ambientes distintos House e Becker são extremamente competentes no diagnóstico da doença e tratamento. House manipula a equipe e o paciente atrás das respostas. Em Becker a solução dos problemas de saúde de seus pacientes deriva de seu eterno mau humor e nas confusões que se mete por isso.

Deus: Ambos são ateus, logo não adianta apelar para esse lado. Numa das frases de House quando o paciente louva a deus: “_Você acredita em deus, mas olha nos 2 lados da rua antes de atravessá-la.”

Quando paciente diz que vai embora com deus, Becker responde: “_Não se preocupe com deus porque nem ele vem aqui no Bronx.”.

becker_houseModo de ser: Ambos são rabugentos, egoístas, questionam de modo a incomodar as pessoas e não gostam quando há uma inversão de situação na qual eles ficam encurralados.

Aparentemente House não é apegado a bens visto que parcialmente adotou a casa do Wilson (Robert Sean Leonard) como lar e não faz cerimônia em usar o que tiver na hora incomodando ou não Wilson, que no fundo parece gostar como se fosse uma relação de irmãos sendo ele o mais velho e “ajuizado”.

Becker vive com as mesmas coisas antiquadas de sempre. Quando seus amigos reclamam das roupas fora de moda ou de uma televisão movida a transistor que precisa ser trocada ele responde que não é um muquirana. Apenas eliminou as coisas supérfluas da vida. Só que quando a televisão “não pega” numa noite de insônia ou quando há jogos, ele não tem vergonha de ligar para qualquer um de seus amigos para assistir o que quer. Os amigos próximos reclamam do jeito de ser, mas gostam e se preocupam com eles.

Fisicamente: Ambos são pouco mais altos que a média das pessoas com os quais convivem. Uma analogia de que deus está acima e pode tudo? House e Becker não são deus e podem quase tudo como médicos.

os-viciosMau exemplo:

House   consome remédios aos  montes e aleatoriamente por  conta da perna e talvez pelos  conflitos internos que tenta esconder. Becker fuma  principalmente em ambiente fechados, na mesma  proporção que reclama de  tudo e todos a sua volta: e não se importa e nem aceita o quanto a fumaça do cigarro incomoda. O consumo de remédio sem prescrição médica assim como fumar são um perigo à saúde . Somente as pessoas próximas aos dois sabem que eles sabem desse vicio. Em Dr. House há uma tentativa de tratá-lo desse vício quando as coisas saem do controle. Foi um período quase sombrio desse seriado. Becker só se preocupa em tentar parar de fumar quando o preço do cigarro sofre reajuste, mesmo importa se for reajustado em centavos. Nesse aspecto a situação torna se cômica.

becker 1

O começo dos episódios de cada seriado é distinto: em House com um retrospecto ou histórico de como o paciente foi parar no hospital.

Becker reclamando de qualquer coisa que o aborreceu no caminho entre a casa e a clínica, e detalhe da abertura do seriado:  saindo de um metro no contra fluxo das pessoas. Em um episodio, Becker reclama montes de uma ambulância estacionada em fila dupla perto de onde ele trabalha. Margaret então diz que a ambulância está ali para socorrer uma pessoa, mas que não deu tempo porque a pessoa faleceu. Becker responde: “_Oras, não é porque ele teve um péssimo dia que precisa estragar o meu.”.

Apesar dos absurdos que Becker costuma dizer, de alguma forma consegue ser mais real e próximo às pessoas a sua volta e em seus problemas diários do que House. Além dos casos serem mais engraçados. Os seriados têm um enredo chave em comum, mas que formaram públicos distintos. Como ambas séries já tiveram seus episódios finais, resta saber qual será a próxima novidade.

A musica tema de Dr. House tem um aspecto mais zen, atemporal, fluida quase para relaxar dentro de um hospital.

O tema de Becker tem batida de som mais clássico, porem  agitado da guitarra e sintetizador, instrumentos ícones da década de 60, 70 provavelmente os anos em que Becker “estudava em Havard”

becker 2

 A maioria dos espisódios de Becker faz trocadilhos que infelizmente nem toda tradução pode ser 100% fiel, essa fidelidade existe no  excelente trabalho de dublagem.

Por Criz de Barros

Os seriados de Becker

Craft Schmaft

Making Happy

SEW KATIE DID

because thread is the best glue.